Real time web analytics, Heat map tracking

Galeria

 

Rim - aplicações

Aplicações da microscopia electrónica nas doenças renais


O método é especialmente útil no caso de doenças familiares em que as alterações da membrana basal não são visíveis por microscopia óptica (ex: Doença de Alport) .
A microscopia electrónica é particularmente útil nas patologias dos glomérulos e só raramente de doença tubular, vascular ou intersticial. Permite esclarecer observações por microscopia óptica difíceis de interpretar ou ligeiramente atípicas.
A classificação completa e determinação do estadio dos depósitos requer o seu exame ultraestrutural.
A microscopia electrónica pode revelar dados sobre a presença concomitante da doença primária e patologias adicionais.
Algumas biópsias de transplantes podem beneficiar de uma avaliação ultraestrutural.
O exame ultraestrutural pode alterar o diagnóstico em cerca de 25% dos casos e fornece informação útil em cerca de 66% dos casos.


Bibliografia


Pearson, J.M., McWi||iam, L.J., Coyne, J.D. and Curry, A. (1994) Value of electron microscopy in the diagnosis of renal disease. Journal of Clinical Pathology, 47,126-128.


Elhefnawy, N.G. (2011) Contribution of electron microscopy to the final diagnosis of renal biopsies in Egyptian patients. Pathology and Oncology Research, 17, 121-125.